terça-feira, 22 de dezembro de 2015
“Parte De Um Plano” Samuel Deolli e Davi lançam o primeiro CD da carreira
- a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0-9

Do sonho de vencer no exterior ao começo de uma trajetória que promete ser de muito sucesso na música sertaneja. Assim se desenha a história de Samuel Deolli e Davi. O mais velho e o caçula de três irmãos nascidos em Goiânia estão lançando enfim seu primeiro CD, marcando o início de um projeto de alto nível, que reúne ingredientes como talento, criatividade, qualidade e originalidade.

A história começa com o jovem Samuel, que desde a adolescência já nutria o sonho da música e desenvolvia a habilidade como cantor e compositor, sempre inspirado pelo seu maior ídolo, Zezé Di Camargo. Chegou a formar dupla com um amigo na cidade de Jataí-GO. Mas a busca por uma vida melhor o fez seguir os passos da mãe, que havia partido para o exterior a fim de proporcionar mais conforto aos filhos.

Samuel foi o primeiro dos irmãos a se mudar com para Bruxelas, na Bélgica, cidade onde sua mãe já vivia e onde conseguiu proporcionar o conforto que sonhava para a família, que acabou ficando maior com a chegada do primeiro filho. O caçula Davi também se mudou para lá em busca dos mesmos sonhos. Os irmãos moraram em Bruxelas por quase 10 anos.

Mas, ainda que a vida tivesse melhorado com a ida para o exterior, o sonho da música ainda falava alto em seu coração. Sempre que podia, Samuel Deolli participava de festivais de música promovidos na cidade. Chegou a vencer, como intérprete, um grande festival promovido pelo Ministério da Cultura da Bélgica. Acabou se matriculando em uma das maiores faculdades de engenharia de áudio do mundo, a SAE, onde pôde se dedicar a mais uma de suas grandes paixões na música: a produção musical, sempre com o intuito de um dia produzir seu próprio disco. Nessa época, ele chegou a produzir e gravar um single, ainda como cantor solo, que contou com a participação da dupla Fred e Gustavo.

Mas foi com a composição que os olhos do mundo sertanejo começaram a se voltar para o Samuel. Ainda em Bruxelas, dedicou-se cada vez mais a compor e enviar suas composições a artistas brasileiros. Com o tempo, emplacou as primeiras músicas junto aos artistas do Brasil. Mas, devido ao oceano que literalmente o separava do universo da música sertaneja brasileira, as oportunidades nessa área ainda eram escassas.

Estimulado por amigos do Brasil que acreditavam e apostavam em seu talento, encarou o desafio de voltar a morar aqui e focar seu trabalho na composição. Trancou a faculdade e resolveu “fazer um teste” por cerca de um ano. O resultado não poderia ser melhor. Em pouco tempo, emplacou grandes hits na música sertaneja, como “Logo Eu”, com Jorge e Mateus, e “Jogado na Rua”, com Guilherme e Santiago.

Com o reconhecimento cada vez maior do trabalho como compositor, acabou trazendo a família de volta e fixando de vez residência por aqui. Também viu as portas começando a se abrir cada vez mais para o seu sonho de cantar. Mas ao invés de se arriscar na carreira solo, teve uma ideia até então inesperada, em mais uma das grandes semelhanças de sua carreira com a do ídolo Zezé: convidou o irmão Davi, que havia permanecido na Bélgica, para formar uma nova dupla. Detalhe: o único contato que o Davi tinha com a música era nas composições que vez ou outra escrevia com o irmão.

Mas a veia musical parece mesmo fazer parte de toda a família. Em pouco tempo, Davi descobriu o dom da segunda voz, que até então ele não sabia que tinha. Assim nascia a dupla, que passa impressão de já ter anos de carreira por conta do belo dueto, mesmo os irmãos nunca antes terem cantado juntos.

Enquanto produzia o primeiro disco da dupla, Samuel Deolli seguia emplacando, sozinho ou com parceiros, diversos sucessos como compositor. Neste período, vieram músicas como “Nocaute” (Jorge e Mateus), “10 Anos” (Gusttavo Lima), “Tão Feliz” (Marcos e Belutti), “3 horas da manhã” (Laís com Gusttavo Lima), “Face a Face” (Matheus e Kauan), “Me Leva Amor” (Bruninho e Davi), “Minha Fantasia” (João Neto e Frederico), “Vá pro inferno com essa paixão”, “Calma Amor”, “Batom Vermelho “(as três com Lucas Lucco), “Multidão” (Michel Teló), “Não me leve a mal” (Breno e Caio César com Michel Teló), “Ela não pode saber” (Munhoz e Mariano), “Nada se compara” (Banda Malta), e diversas outras.

Confira abaixo:

E agora, consolidado como um dos maiores compositores da nova música sertaneja, Samuel Deolli e o irmão Davi enfim lançam o primeiro projeto, totalmente autoral. Samuel também assina toda a produção musical e os arranjos do disco, que contou com a participação de alguns dos maiores músicos do Brasil e foi mixado e masterizado pelo vencedor do Grammy Latino Alexandre Gaiotto.

O disco ainda traz uma série de novidades muito bacanas. Além da participação da dupla Jads e Jadson na música “Com dó de mim” e do cantor Gusttavo Lima na música “Maldito Buquê”, o disco contou com diversas parcerias de renome nas composições. Entre os artistas que também emprestaram seu talento nas letras, estão Munhoz (Munhoz e Mariano), Matheus e Kauan, Israel (Israel e Rodolfo), João Neto e Frederico, e diversos compositores consagrados da música sertaneja.

Ouça abaixo o CD completo:

O novo disco já pode ser baixado gratuitamente clicando AQUI. Também está disponível nas melhores lojas digitais. Para conhecer um pouco mais da dupla, basta acessar o site oficial: www.samueldeolliedavi.com.br. Nas redes sociais, é só acessar facebook.com/samueldeolliedavi ou instagram.com/samueldeolliedavi. E nos perfis individuais, @samueldeolli e @davijonas_.

Relacionados


Comente: